Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/12/19 às 11h16 - Atualizado em 2/12/19 às 11h17

Certificação ISO 37120 tem previsão de sair em fevereiro

COMPARTILHAR

Brasília está prestes a receber a certificação ISO 37120, norma técnica referente à sustentabilidade urbana, que irá transformar a capital na primeira “cidade inteligente” do Brasil. Nesta quinta-feira (28), o governador Ibaneis Rocha autorizou a continuidade do processo de auditoria, que vai verificar se a cidade conseguiu cumprir com todas as exigências necessárias para concessão da titulação.

 

“Agora, vamos agendar a auditoria e até fevereiro Brasília deverá conquistar o ISO 37120”, prevê o subsecretário de Inovação Tecnológica da Casa Civil, Paulo Medeiro. A confiança dele vem do fato de a cidade ter superado expectativas com o bom desempenho em vários índices que são avaliados pela ISO. “Para ter direito ao título, precisávamos cumprir 36 indicadores, mas já temos 75”, comemora.

 

Para o subsecretário, além de ser um atrativo para investidores, o título servirá como norteador para construção de novas políticas públicas, que ajudem na melhoria da qualidade de vida da população. “Poderemos avaliar como está sendo a gestão. Mas a principal vantagem dessa certificação é a segurança que a norma dá para investidor estrangeiro”, avalia. “Ser a primeira cidade a ter o título no Brasil vai nos dar uma visibilidade muito grande sem contar na credibilidade, que virá por meio de uma auditoria externa anual, trazendo mais oportunidade para o governo e o cidadão”, conclui.

 

O título

Há dois anos, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) publicou a primeira norma para comunidades sustentáveis: ISO 37120 2017 – Desenvolvimento sustentável de comunidades. Para conquistar o título, mais de 100 indicadores voltados à prestação de serviços urbanos e qualidade de vida são avaliados.

 

Atualmente, há cinco categorias de certificação, que são estabelecidas pelo grau de transparência dos indicadores e de políticas públicas de aprimoramento dos mesmos: aspirante, que apresenta de 30 a 45 indicadores; bronze, de 46 a 59 indicadores; prata, de 60 a 75 indicadores; ouro, de 76 a 90 indicadores; e platinum, que apresenta acima de 90 indicadores de sustentabilidade e resiliência.

 

Para o chefe da Casa Civil, Valdetário Monteiro, o foco da ISO 37120 converge com a política da atual gestão, que está focada na melhoria da qualidade de vida do cidadão. “Nossa meta é fazer uma gestão voltada para a população, fornecendo serviços orientados ao cidadão, pois não adianta ser uma cidade inteligente se a comunidade não perceber todas as melhorias”, afirma.