Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal

Curso de capacitação para Altos Executivos do GDF é sucesso

Ideia visa a Implementação de boas práticas aos gestores da administração pública

 

Na manhã de hoje (25), cerca de 70 gestores lotaram a sala de aula na Escola de Governo (Egov) para o curso de capacitação com o tema da Governança Pública e Compliance no âmbito da administração pública. O curso é uma parceria do GDF com o Instituto Serzedello Corrêa do Tribunal de Contas da União (TCU) e contou com palestras do Ministro do TCU, Augusto Nardes, do Subsecretário de Governança e Inovação da Secretaria Executiva de Governança e Compliance da Casa Civil do GDF, Roberto Pojo e dos auditores do TCU Luís Afonso, Márcia Lima e Cláudio Cruz.

 

O objetivo é disseminar boas práticas de governança e desenvolver competências, em nível estratégico, dos gestores públicos, apresentando modernas ferramentas para implementação de modelos que garantem a autorregulação dos processos decisórios do Governo do Distrito Federal, visando a modernização dos resultados e produzindo diferenciais competitivos e sustentáveis. Entre os temas discutidos no curso, estavam as ações de Governança nos órgãos do GDF, a Política Nacional de Governança, o Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF) e as boas práticas dentro da Governança.

 

A abertura do curso foi feita pelo Ministro do TCU, Augusto Nardes, que tratou da contextualização geral da Governança Pública: conceito, gestão, recente evolução e os passos para a implementação no GDF. “O Distrito Federal deve ser modelo na gestão de boas práticas. A ideia é utilizar o DF como um laboratório de implementação de políticas públicas. O curso dá aos gestores as ferramentas necessárias para essa implementação”, destaca o Ministro.

 

Segundo o Subsecretário de Governança e Inovação da Secretaria Executiva de Governança e Compliance da Casa Civil do GDF, Roberto Pojo, o processo de implementação da Governança é fundamental para o GDF ganhar maturidade e fazer melhores entregas com o uso de recursos públicos. “Eu vejo esse trabalho de Governança, sobretudo, como um pilar de integração, cooperação e colaboração entre todas as áreas. A indução disso é o processo mais importante. O desafio é fazer com que as pessoas quebrem a cultura de trabalhar em suas caixinhas e possam ajudar os seus vizinhos, contribuindo e se espelhando”, explica Pojo.

 

A manhã contou ainda com a palestra do auditor do TCU, Luis Afonso, que tratou dos conceitos, princípios e diretrizes da Política Nacional de Governança. “Quando você prepara a sua organização para governar bem, consequentemente previne fraudes e desvios de corrupção. Não adianta o gestor fazer as boas práticas e não disseminar. A importância do treinamento é justamente essa. É um processo de convencimento que explica para as pessoas qual a colaboração de cada um nesse processo de melhoria na forma de governar”, destaca o auditor do TCU.