Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/07/19 às 10h58 - Atualizado em 4/07/19 às 10h59

PMDF homenageia Paco e mais de 300 militares e civis com a Medalha Tiradentes

 

Mais de 300 civis e militares foram agraciados nesta quarta-feira (3) com a mais elevada comenda da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF): a Ordem do Mérito Alferes Joaquim José da Silva Xavier — Medalha Tiradentes. Entre os que receberam a condecoração estavam policiais, secretários de Estado, parlamentares e ministros. A cerimônia ocorreu no pátio do Comando Geral da Polícia Militar, no Setor Policial Sul, com a presença do recém-honrado Paco Britto, governador em exercício.

 

O objetivo da solenidade é prestar reconhecimento aos policiais militares que se destacaram no exercício de suas funções e incentivar para que continuem fazendo um bom trabalho para a comunidade. Além disso, a medalha é destinada a condecorar cidadãos que contribuíram de forma relevante com as atividades desempenhadas pela Polícia Militar e com a segurança pública do DF. O evento marca o fim da celebração de 210 anos da PMDF.

 

Do gabinete do Comando Geral da PMDF, o governador em exercício foi condecorado pelas mãos da coronel Sheyla Sampaio. Ele recebeu o grau Grã-Cruz, maior de todas as distinções da honra. “É uma satisfação muito grande tê-lo aqui”, valorizou a primeira comandante feminina da história da PMDF, Sheyla Sampaio. Ela valorizou o comprometimento do governo em apoiar e confiar no trabalho dos policiais militares da capital. O governador em exercício quebrou o protocolo para agradecer a honra e reafirmar o crédito da instituição.

 

“É motivo de muito orgulho e alegria estar entre tantos homens e mulheres que contribuíram e contribuem de modo relevante na história dessa bicentenária corporação tão importante na vida da nossa capital”, discursou Paco Britto. Ele lembrou a figura que representa a homenagem. Tiradentes foi policial militar e patriota com objetivo de preservação da ordem pública. “Perseguindo esse objetivo, a PMDF alcança todos os aspectos relativos à tranquilidade, salubridade e segurança da sociedade. E é por isso que sua atividade é nobre e grandiosa.”

 

Ao todo, 312 pessoas – entre militares e civis – foram convidados para receber a medalha. Das mãos do vice-governador e da comandante saíram as destinadas às primeira fileira, que tinha, entre outros nomes, o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Jorge Antônio de Oliveira Francisco, os secretários Anderson Torres, de Segurança Pública, José Humberto Pires, de Governo, Marcos Paulo Koboldt, da Casa Militar, além da Procuradora-Geral do DF, Ludmila Galvão, do Controlador-Geral do DF, Aldemario Araújo Castro, e do comandante do Corpo de Bombeiros do DF, Emilson Pereira dos Santos.

 

Também receberam a medalha Ericka Filippelli, secretária da Mulher, Mateus Oliveira, de Desenvolvimento Urbano e Habitação, e Severino Cajazeiras, de Atendimento à Comunidade, e ainda parlamentares. Pela primeira vez, a homenagem foi destinada a militares com deficiência que continuam na ativa. Em momento comovente da solenidade, os pais do Tenente Herison Oliveira Bezerra receberam, emocionados,  a medalha como homenagem pós-mortem das mãos de Paco Britto e de Sheyla Sampaio. O militar foi assassinado dentro de uma boate do Setor Arniqueiras, em Águas Claras, em abril deste ano.

 

O que é a Medalha Tiradentes

A medalha Alferes Joaquim José da Silva Xavier faz parte da tradição da Polícia Militar do DF há mais de três décadas. Foi criada pelo Decreto nº 5.272, de 6 de junho de 1980, e elevada à Ordem do Mérito pelo Decreto nº 32.783, de 1º de março de 2011, tornando se a mais importante distinção honorífica da PMDF. Ela tem três graus, sendo a mais alta a Grã-Cruz, seguida pela Grande-Oficial, Comendador e Cavaleiro. Em maio, o governador Ibaneis Rocha foi condecorado.

 

“Tiradentes sonhava por um Brasil melhor e morreu por amor a patria, por seus companheiros”, ressaltou a comandante, garantindo que esses ideais ainda estão presentes na Polícia Militar do DF. A coronel Sheyla ainda pediu: “vocês devem acreditar, defender e honrar a nossa corporação. Afinal, somos muito mais que segurança”.

 

 

 

JÉSSICA ANTUNES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA / Foto: Agência Brasília