Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/11/21 às 10h17 - Atualizado em 17/11/21 às 10h20

Agora a preferência é dos veteranos nas matrículas

COMPARTILHAR

Uma excelente notícia para quem quer transferir os filhos de uma escola pública para outra escola pública, o chamado processo de Remanejamento Escolar: a partir de agora, os veteranos terão preferência de matrícula em relação aos novatos, que se inscreveram neste ano e vão entrar na rede em 2022.

 

A mudança é grande em relação ao que vinha se fazendo nos últimos anos. Até então, a Secretaria de Educação matriculava primeiro os novatos, que eram encaminhados para as escolas mais próximas de casa ou do trabalho dos pais. As vagas que sobravam eram distribuídas entre os veteranos que pediam transferência.

 

“A partir de agora, o estudante da rede terá prioridade”, diz a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá. “O nosso estudante vai escolher onde quer estudar. As vagas que sobrarem serão distribuídas entre os novos alunos”, detalha.

Pedidos de mudança de uma escola pública para outra no DF devem ser feitos até 19/11, diretamente na unidade de ensino em que o aluno está matriculado | Foto: Mary Leal, Ascom/SEEDF

 

O prazo para transferência de uma escola pública para outra começou no último dia 8 e vai até a próxima sexta-feira, 19. “É uma questão de equidade, que atende reivindicação antiga dos pais que têm filhos matriculados na rede pública. Estamos organizando o processo de matrícula priorizando quem já está na Casa. Imagine um pai e uma mãe que aguardam este momento para tentar mudar o filho de escola, colocar em um lugar mais perto ou de sua preferência e, além de não conseguir, ver quem está chegando ocupar a vaga?”, destaca a subsecretária de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação, Mara Gomes.

 

A subsecretária esclarece que a medida não determina necessariamente que quem se inscreveu para ingresso em 2022 vá ficar em escolas afastadas. É uma questão de gestão. Todos os anos, há um movimento de saída das escolas, seja porque o aluno se formou, foi para outro estado ou para a rede privada. Estas são as vagas que ficam disponíveis.

 

“O número de vagas que ficar disponível em cada escola deve ser totalmente disponibilizado primeiro para quem pedir o remanejamento e, depois, para novos alunos”, completa Mara Gomes.

 

Como pedir o remanejamento

Os pais ou responsáveis legais devem fazer o pedido diretamente na escola onde o estudante está matriculado.

 

O prazo para transferência de uma escola pública para outra começou no último dia 8 e vai até a próxima sexta-feira, 19. “É uma questão de equidade, que atende reivindicação antiga dos pais que têm filhos matriculados na rede pública. Estamos organizando o processo de matrícula priorizando quem já está na Casa. Imagine um pai e uma mãe que aguardam este momento para tentar mudar o filho de escola, colocar em um lugar mais perto ou de sua preferência e, além de não conseguir, ver quem está chegando ocupar a vaga?”, destaca a subsecretária de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação, Mara Gomes.

 

A subsecretária esclarece que a medida não determina necessariamente que quem se inscreveu para ingresso em 2022 vá ficar em escolas afastadas. É uma questão de gestão. Todos os anos, há um movimento de saída das escolas, seja porque o aluno se formou, foi para outro estado ou para a rede privada. Estas são as vagas que ficam disponíveis.

 

 

“O número de vagas que ficar disponível em cada escola deve ser totalmente disponibilizado primeiro para quem pedir o remanejamento e, depois, para novos alunos”, completa Mara Gomes.

 

Como pedir o remanejamento

Os pais ou responsáveis legais devem fazer o pedido diretamente na escola onde o estudante está matriculado.

 

Na data prevista de 21/12, será divulgado o resultado do remanejamento, no site da Secretaria de Educação. A consulta é de inteira responsabilidade do candidato.

 

* Com informações da Secretaria de Educação