Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/06/21 às 13h36 - Atualizado em 29/06/21 às 13h36

Avança vacinação dos profissionais de assistência social

COMPARTILHAR

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: ROSUALDO RODRIGUES

 

Cerca de 200 profissionais da assistência social se vacinaram nesta segunda-feira (28) contra a covid-19. São servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e profissionais de instituições parceiras que trabalham diretamente no atendimento às populações em situação de vulnerabilidade social. Somente na semana passada foi enviada à Secretaria de Saúde uma lista com 492 nomes prioritários.

 

Andréia Borges Duarte, que atua na área de proteção social básica, considera que a vacinação dos servidores não é uma questão individual, mas coletiva | Fotos: Humberto Leite/Sedes

 

“É uma tranquilidade não só para mim, mas para todas as pessoas a minha volta”, disse Andréia Borges Duarte, servidora da área de proteção social básica. Nomeada no último concurso, ela afirma que a vacinação é importante para o trabalho que desempenha. “Não é algo individual, é coletivo”. Andréia foi vacinada no Centro Pop de Taguatinga.

 

Alívio foi o sentimento experimentado por Cícero Remo. “Estou aqui porque preciso me vacinar”, contou. Motorista de uma das equipes de abordagem social do Instituto Ipês, durante todo o período da pandemia ele se manteve no trabalho de transportar pessoas em situação de rua e equipes de assistência social.

 

Agora, o trabalho pode ser realizado com mais tranquilidade. “Eu me sinto mais tranquilo”, garantiu. O motorista lembrou ainda a importância da vacinação da população em situação de rua. “A gente fica feliz por eles, que precisam muito mais.”

 

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, o objetivo é vacinar todos os trabalhadores da assistência social. “Desde o início da pandemia entendemos a importância de todos da Sedes neste momento de tanta vulnerabilidade social. Por isso, fizemos reconfigurações sanitárias nas unidades e buscamos as vacinas”, garantiu.

 

A expectativa agora, segundo a secretária, é poder voltar à normalidade em breve. “Evoluímos muito com o atendimento digital, com a criação de uma fila virtual. Agora vamos aproveitar esses conhecimentos no retorno às atividades presenciais”, explicou.

 

Dia especial

 

Com dez anos de serviço na Sedes, o educador social Felipe Areda ficou emocionado na fila da vacina. A alegria não era apenas pela própria imunização: ele disse ter sentido alegria por receber sua primeira dose no Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. “É um movimento que teve que lutar muito por políticas públicas de saúde.”

 

Outro motivo para a emoção do servidor público foi saber que naquela mesma data, no Centro Pop de Taguatinga, houve a imunização da população atendida cotidianamente naquele local. “Fico feliz de me vacinar simultaneamente com a população em situação de rua, porque é um público que precisa de apoio”, disse.

 

*Com informações da Sedes