Governo do Distrito Federal
8/04/22 às 16h49 - Atualizado em 8/04/22 às 16h49

Bombeiros são capacitados para ajudar no combate à dengue

Cerca de 300 militares do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) participaram, na manhã dessa sexta-feira (8), de capacitação para auxiliar a Vigilância Ambiental (Dival/SVS) nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. O evento, realizado no auditório José Nilton Matos, da corporação, no Setor Policial Sul, contou com a partição de autoridades da Secretaria de Saúde (SES), da Dival/SVS, além de membros do alto comando do CBMDF.

 

Os soldados vão atuar nas abordagens domiciliares, realizando o serviço de orientação e prevenção junto à população. Atualmente, mais de 30 militares da instituição já colaboram nessa ação no GDF.

 

Os soldados vão atuar nas abordagens domiciliares, realizando o serviço de orientação e prevenção junto à população | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

 

“A força do uniforme de vocês é extremamente penetrante na população. Onde vocês chegam é o estado, o governo, a força, o salvamento chegando. O trabalho que os senhores irão realizar junto à população será vital para diminuir a incidência dos casos no DF”, destacou o secretário de Saúde do DF, o general Manoel Pafiadache. “Agradeço a parceria de vocês, tenho certeza que honrarão a farda que usam em benefício direto para a população”, reforçou.

 

“Todos os dias temos uma equipe de campo que atua em diversas área do DF, de acordo com mapeamento feito pela Vigilância Ambiental. Nossa atuação será no âmbito da orientação e prevenção, cabendo a parte operacional, com uso de equipamentos, a eles” – Tenente-Coronel Raphael de Souza Araújo, presidente do Grupo de Trabalho de Combate à Dengue do CMBDF

Além de um vídeo de quarenta minutos com explicações técnicas detalhadas sobre a ação do mosquito e palestras com cinco agentes da Vigilância Ambiental fortalecendo sobre os cuidados e trabalhos de prevenção, os participantes tiveram a oportunidade de conferir uma pequena exposição com equipamentos utilizados pela equipe de vigilância ambiental em campo, amostra de escorpiões, ovos de mosquitos, além do próprio inseto. Presidente do Grupo de Trabalho de Combate à Dengue do CMBDF, o Tenente-Coronel Raphael de Souza Araújo, destacou a importância desse fortalecimento no combate à dengue no DF.

 

“Todos os dias temos uma equipe de campo que atua em diversas área do DF, de acordo com mapeamento feito pela Vigilância Ambiental. Nossa atuação será no âmbito da orientação e prevenção, cabendo a parte operacional, com uso de equipamentos, a eles”, explica. “É um trabalho importante o de conscientizar as pessoas de que, o que ela faz ou deixa de fazer com relação ao combate à dengue, impacta não só na vida dela, como na comunidade”, disse.

 

“Até agora realizamos muito trabalho interno, será a primeira ação que realizaremos fora do quartel, o primeiro contato com a comunidade, estamos ansiosos”, destacou a soldado Fernanda Fonsêca | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

 

Neste sábado (9) mesmo, 60 participantes da capacitação poderão colocar em prática o que aprenderam durante a campanha de prevenção que será realizada em Planaltina. Há quatro meses nomeada como bombeiro e desde então em treinamento integral na corporação, a soldado Fernanda Fonsêca, encara o desafio da nova missão num misto de curiosidade e ansiedade.

 

“Até agora realizamos muito trabalho interno, será a primeira ação que realizaremos fora do quartel, o primeiro contato com a comunidade, estamos ansiosos”, comentou. “Entrei para os bombeiros para ajudar pessoas, esse é o nosso papel e vamos trabalhar para isso, esse será nosso teste de fogo”, destacou o recruta Geovane Moreira Martins.

 

Para o Subsecretário de Vigilância à Saúde do Distrito Federal, Divino Valério Martins, a parceria com os bombeiros é emblemática. “Estamos vivenciando um processo epidêmico de transmissão da dengue no DF e, apesar de ter contratado mais de mil agentes, precisamos de toda força de mão de obra possível”, salientou. “Essa parceria com o corpo de bombeiros já é histórica. Como o número de casos estão em ascensão, nós solicitamos mais uma vez o apoio da corporação para ampliar essa cobertura das visitas domiciliares no DF”, agradeceu.

 

Lúcio Flávio, da Agência Brasília | Edição: Renata Lu