Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/09/17 às 14h39 - Atualizado em 29/10/18 às 17h19

Captação de água do Bananal prevista para começar até o fim de outubro

COMPARTILHAR

Estimativa foi dada pelo governador de Brasília na manhã desta terça (5), em visita às obras do subsistema, que estão 67% executadas

As obras do Subsistema Produtor de Água do Bananal estão 67% executadas. As intervenções, próximo à saída da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia), foram vistoriadas na manhã desta terça-feira (5) pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, vistoriou na manhã desta terça (5) as obras do Subsistema Produtor de Água do Bananal que estão 67% executadas.
O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, vistoriou na manhã desta terça (5) as obras do Subsistema Produtor de Água do Bananal, que estão 67% executadas. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
A captação de água do subsistema, segundo o governador, está prevista para iniciar até o fim de outubro. Na visita, Rollemberg destacou outra grande entrega no próximo mês, já na primeira quinzena: a do Lago Paranoá.

“Nossa expectativa, com a chegada das chuvas no mês de outubro, é que possamos vencer a crise hídrica com essas obras”, disse o governador. Ele ressaltou ainda outra obra estruturante para o abastecimento da cidade, Corumbá 4, que fornecerá até 5,6 mil litros de água por segundo.

O Bananal significa um reforço de 726 litros por segundo para o Sistema de Produção Santa Maria-Torto. O investimento é de R$ 20 milhões, do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste, do Banco do Brasil.

De acordo com o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), Maurício Luduvice, estão sendo feitos trabalhos de montagem eletromecânica nas duas elevatórias da obra.

“Vamos elevar a produção de água de uma forma significativa”
Maurício Luduvice, presidente da Caesb
“Essa obra, combinada com as de captação no Lago Norte e de Corumbá, vai dar a segurança hídrica necessária para a população de Brasilia”, frisou Luduvice. “Vamos elevar a produção de água de uma forma significativa.”

Interligação entre os sistemas Descoberto e Santa Maria-Torto
Cerca de 200 mil pessoas serão beneficiadas diretamente com as intervenções, que incluem captação no Ribeirão Bananal e bombeamento para a Estação de Tratamento de Água de Brasília.

Metade do reforço para o Santa Maria-Torto, que será possível após o início da operação no Lago Norte e no Bananal, vai para o Descoberto — algo em torno de 700 litros por segundo.

LEIA TAMBÉM
Assinatura do acordo de empréstimo ocorreu nesta quarta-feira (26), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo (SP).
SÃO PAULO EMPRESTA AO DF EQUIPAMENTOS PARA AJUDAR NO COMBATE À CRISE HÍDRICA
Para isso, o governo de Brasília começou as obras da nova interligação entre os Sistemas Produtores do Descoberto e Santa Maria-Torto. Atualmente, uma adutora da Caesb é capaz de levar água do Descoberto para Santa Maria. Com a adaptação na rede, será possível fazer o movimento inverso.

As intervenções tiveram início em 30 de julho, e a transferência de 250 litros por segundo já está em operação desde 4 de agosto, um dia antes da chegada dos equipamentos emprestados pelo governo de São Paulo para auxiliar no restante das obras.