Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/01/17 às 13h25 - Atualizado em 29/10/18 às 17h18

Cidades Limpas remove 863 toneladas de entulho na Estrutural

COMPARTILHAR

O projeto segue na região até amanhã (28). O próximo local a receber a iniciativa será Planaltina

MARINA NERY, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
O programa Cidades Limpas retirou 863,5 toneladas de entulho nos quatro dias de operação na Estrutural. A ação, que teve início na segunda-feira (23), é coordenada pela Secretaria das Cidades e segue até amanhã (28).

Durante os primeiros dias, foram roçados 50 mil metros quadrados de gramado e capinados outros 100,8 mil; podadas 218 árvores e pintados 21 quilômetros de meio-fio. Entre as intervenções estão ainda limpeza e reparo de bocas de lobo, recuperação e instalação de sinalização de trânsito, recolhimento de lixo verde e ação tapa-buraco.

A operação conta com uma força-tarefa com cerca de 300 servidores de diversos órgãos do governo de Brasília e de empresas que mantêm contrato com a administração pública. “As ações do programa são adaptadas de acordo com as prioridades de cada uma das regiões administrativas”, explica o secretário da pasta, Marcos Dantas.

Na Estrutural, segundo Dantas, as forças de trabalho focaram o combate a pontos de proliferação do Aedes aegypti – mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus. Para isso, foram inspecionados 800 imóveis, 23 potenciais criadouros de larvas e removidas 31 carcaças de veículos.

Outra medida para evitar o nascimento de novos mosquitos foi a terraplanagem em área próxima à igreja do assentamento Santa Luzia, além da retirada de entulhos em um terreno particular perto da Cidade do Automóvel. Ambos os locais poderiam acumular água e virar criadouro.

Neste sábado, como parte do projeto, será promovido um mutirão de limpeza na Quadra 1, atrás do terminal, das 9 às 17 horas. A mobilização é uma ação urbana comunitária e integra o projeto Na Medida, um dos cinco eixos do Habita Brasília. A força-tarefa foi organizada em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab) e a Administração Regional da Estrutural.

Durante a semana, também participaram do programa a Agência de Fiscalização do DF (Agefis), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), o Corpo de Bombeiros Militar, a Polícia Militar, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), o Departamento de Trânsito (Detran), a Companhia Energética de Brasília (CEB), a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e a Subsecretaria de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Saúde.

Atuação do Cidades Limpas

Lançado em novembro de 2016, o programa já atuou em outras cinco localidades: Brazlândia, Ceilândia, Gama, Itapoã e Paranoá. O objetivo é reforçar os serviços de limpeza e conservação de áreas públicas em todas as regiões administrativas.

O próximo ponto de parada do projeto será Planaltina, na próxima segunda-feira (30). “Atuaremos no local por duas semanas por ser uma região muito grande”, garante Dantas.

EDIÇÃO: VANNILDO MENDES