Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
6/05/24 às 11h45 - Atualizado em 6/05/24 às 11h45

Com estruturas prontas, viaduto do Jardim Botânico chega à fase de escavação

Por trás dos tapumes, as obras do complexo viário do Jardim Botânico, na altura do km 27,2 da DF-001, continuam avançando. Com as estruturas de concreto dos viadutos concluídas, as equipes chegaram à etapa de escavação da trincheira, uma das fases finais da construção.

No local serão construídos dois viadutos com faixas exclusivas. O objetivo é dar mais fluidez e desafogar o trânsito na região para proporcionar mais conforto e segurança aos cerca de 50 mil motoristas que trafegam pela via diariamente. O Governo do Distrito Federal (GDF) investe R$ 33,5 milhões na obra, que vai gerar 300 empregos.

 

O método de trincheiras usado no complexo é o mesmo utilizado em outras intervenções viárias do DF, como o Túnel de Taguatinga, e a divisão das vias será semelhante à estrutura atual do Balão do Aeroporto. As etapas finais da obra incluem serviços de drenagem pluvial e sinalização horizontal e vertical, ciclovia, passarela, muro de “terra armada”, urbanização e paisagismo.

 

O presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), Fauzi Nacfur Jr, destaca o progresso da obra. Segundo ele, a base está pronta, assim como os desvios dos acessos e o remanejamento das interferências de rede elétrica. “A equipe já fez a estrutura de concreto dos dois viadutos; eles estão prontos, e agora estão fazendo as paredes e os diafragmas das laterais também”, detalha.

 

Trânsito mais seguro

 

De acordo com a engenheira executora da obra do DER-DF, Keila Bento de Oliveira, os principais beneficiados pela obra são os moradores de localidades como Jardim Botânico, São Sebastião, Tororó, Paranoá, Jardins Mangueiral e Jardim ABC.

“Essa região é uma das regiões que mais crescem no DF. Tem aumentado muito o número de moradias e, consequentemente, o de motoristas que transitam por aqui. Por isso, se fez necessária essa intervenção viária. O DER, como executor do complexo viário, tem trabalhado incansavelmente para minimizar esses transtornos, que toda obra vai trazer”, destaca Keila.

 

O viaduto está sendo construído com três faixas nos dois sentidos, para garantir um tráfego mais organizado e sem interrupções. Quem estiver indo ou voltando da Ponte JK passará por baixo, enquanto aqueles que desejarem ir para o Lago Sul utilizarão a parte de cima. A estrutura acabará com os engarrafamentos constantes no entroncamento da DF-035 (EPCV) com a DF-001 (EPCT).

 

Para a população, o novo viaduto será um marco para a mobilidade do Jardim Botânico, que, conforme a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad) 2021, reúne mais de 52 mil pessoas. Robinson Camilo, 30, mora em um dos condomínios da região administrativa e acredita que a intervenção viária será bem-vinda. “Ultimamente o trânsito aqui, por conta do volume de carros, estava bem pesado. A gente espera que melhore bastante, especialmente nos horários de pico”, afirma.

A obra vem sendo aguardada com grande expectativa pelos moradores. O empresário José Ângelo Manchine, 57, avalia que a obra vai valorizar bastante a região: “A nossa expectativa é que o fluxo de trânsito siga mais normal e que as pessoas consigam ir e vir sem grandes transtornos. Isso ajuda bastante o comércio da região e as pessoas que se deslocam daqui para outros locais”.