Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/06/21 às 11h27 - Atualizado em 22/06/21 às 11h27

Começa agendamento para gestantes e puérperas sem comorbidades

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Saúde vai iniciar a vacinação para gestantes e puérperas sem comorbidades a partir desta quinta-feira (24). Esse público já pode se cadastrar no site vacina.saude.df.gov.br e agendar atendimento, a partir desta quarta (23), no mesmo site. Inicialmente serão destinadas 2,4 mil doses para esse grupo.

 

O chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha (C), informou, na coletiva de imprensa, que as vacinas para contemplar o público vieram de remanejamentos de doses não aplicadas na última semana |

 

 

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (21), no Palácio do Buriti, o chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, informou que as vacinas para contemplar o público vieram de remanejamentos de doses não aplicadas na última semana, uma vez que o Distrito Federal ainda não recebeu doses do Ministério da Saúde para este fim. Segundo ele, “o Ministério da Saúde autorizou o início da vacinação dessas pessoas, mas não chegaram doses carimbadas para esse público. A Secretaria de Saúde, então, remanejou 2,6 mil doses”, explica. Cabe destacar que são consideradas para vacinação mulheres com até 45 dias após o parto.

 

Gustavo Rocha também falou sobre a vacinação para as lactantes sem comorbidades. O chefe da Casa Civil destacou que, neste momento, não estão incluídas na vacinação, mas que a disponibilização de vacinas para essas mulheres “é uma preocupação muito grande do governador e da Secretaria de Saúde, que vem se organizando para que, dentro das possibilidades, possa iniciar a vacinação dessas pessoas aguardando sempre a orientação do Ministério da Saúde”.

Recorde de vacinação

Na última semana, o Distrito Federal bateu dois recordes na campanha de vacinação contra a covid-19 na segunda e sexta-feira. Foram aplicadas, entre segunda-feira passada (14) e o último domingo (20), quase 129 mil primeiras doses no DF. O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, parabenizou as equipes de vacinação pelo resultado alcançado.

“Gostaria de parabenizar o trabalho de todos os vacinadores, assim como os voluntários que participaram da vacinação nesta semana. Um quantitativo muito importante, 128 mil doses, um recorde, mas temos certeza que estaremos vacinando muito mais, quanto mais disponibilidade de doses tivermos”, afirmou Okumoto.

 

 

 

Vacinação dos garis

Os garis serão contemplados com a vacinação contra a covid-19. Até o momento, somente aqueles que trabalham no recolhimento de lixo hospitalar foram beneficiados. Gustavo Rocha destacou que, a partir desta semana, os colaboradores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) também passam a fazer parte do grupo de risco da vacinação. A Secretaria de Saúde receberá uma lista com os dados dos garis que trabalham para o SLU para que seja feito um direcionamento e posteriormente seja iniciada a vacinação.

 

A capital também continua vacinando a população na faixa etária dos 49 anos ou mais, cujas vagas para agendamento ainda estão abertas. Também serão vacinadas até quarta-feira (23) integrantes do grupo de comorbidades que agendaram a vacinação. Até o momento, há 35,9 mil agendamentos para esta semana de pessoas desses dois grupos.

 

A cobertura vacinal com a primeira dose ultrapassa 100% nos grupos com 70 anos ou mais. Com o reforço, essa barreira também é ultrapassada nos indivíduos com 75 anos ou mais. A cobertura vacinal maior que 100% ocorre quando se vacina pessoas além do esperado, como residentes de outras unidades da Federação.

 

Transmissão do coronavírus

A taxa de transmissão da covid-19 no Distrito Federal segue estável em 1,01. Os casos ativos da doença chegam a 8.711, conforme o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde. Atualmente, há 12 pacientes com covid-19 aguardando internação em leito de UTI e 42 leitos vagos. Além disso, os hospitais de campanha têm 110 leitos com suporte ventilatório pulmonar vagos e na rede pública outros 71 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários também vagos.

 

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, anunciou na coletiva a previsão do recebimento, a partir desta segunda (21) e até quinta-feira (24), de kits de intubação e medicamentos para sedação. O gestor considera preocupante o aumento de casos de covid-19 em Goiás, que geograficamente está mais próximo ao DF. Okumoto informou, ainda, que os dados são analisados pela pasta e pediu para que a população dos municípios vizinhos ao DF procure se cuidar.

 

“Pedimos às pessoas do Entorno que adotem as medidas não farmacológicas, que utilizem máscara, que lavem as mãos com água e sabão e utilizem álcool gel e que não se aglomerem. Foi um final de semana de muita aglomeração e preocupação para a gente, ainda mais quando nós temos o aumento na transmissão de casos”, enfatiza Osnei Okumoto.

 

Segundo o secretário, o fornecimento de oxigênio líquido é considerado bom para a rede pública de saúde do DF e a utilização nos últimos dias foi de 79.644 litros. O estoque atual é de mais de 3 milhões de litros do insumo hospitalar. Considerando a disponibilidade de oxigênio envasado, dos 235.639 litros disponíveis, 710 já foram utilizados.

 

Atividades comerciais

Durante a coletiva, o chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, informou sobre uma alteração que será feita no Decreto nº 41.913 que permitirá a realização de competições amadoras seguindo protocolos das competições profissionais.

 

Além disso, as atividades comerciais já autorizadas que fornecem alimentação aos clientes, como supermercados e cafeterias, poderão funcionar dentro do que prevê a licença de funcionamento. A exceção são os bares e restaurantes, que continuam seguindo as normas vigentes atuais no combate à pandemia, com funcionamento até as 23h. Estabelecimentos que funcionam em regime de 24h, como hipermercados, poderão funcionar até antes do recolhimento noturno, que é à 0h.