Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/05/18 às 14h53 - Atualizado em 29/10/18 às 17h19

DF avança no combate à violência sexual contra crianças e adolescentes

COMPARTILHAR

Decreto assinado nesta terça (29) institui política intersetorial para tratar da questão. Próximos passos serão criar comitê e elaborar plano distrital

 

Política Intersetorial de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes do Distrito Federal foi instituída por meio de decreto assinado na tarde desta terça-feira (29) pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e pela colaboradora do Executivo local Márcia Rollemberg.

 

Decreto assinado pelo governador Rollemberg institui a Política Intersetorial de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes do Distrito Federal.
Decreto assinado pelo governador Rollemberg institui a Política Intersetorial de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes do Distrito Federal. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília.

“Precisamos atuar em diversas áreas. Por isso a importância de termos uma política intersetorial que dá voz às diferentes atuações do governo”, destacou Rollemberg em solenidade no Palácio do Buriti.

 

Segundo o secretário-adjunto de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, Antônio Carlos Filho, o documento é resultado de ações do grupo de trabalho formado em 2017 pelo Decreto nº 38.285.

 

A diretora de Estudos e Políticas Sociais, da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), Márcia Matos, apresentou dados de levantamentos: “Em 2017, foram registrados 887 estupros em Brasília pelas forças de segurança pública, e as pesquisas indicam que as meninas são as mais visadas”.

 

 

“A maioria das vítimas está entre os 5 e os 12 anos de idade”, acrescentou a subsecretária de Promoção de Políticas para Crianças e Adolescentes do DF, Perla Ribeiro.

 

Um dos próximos passos após o lançamento do decreto é a criação do Comitê Intersetorialde Acompanhamento e Monitoramento da Política Intersetorial de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes do DF.

 

Esse colegiado, por sua vez, terá a atribuição de elaborar o Plano Distrital para o Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

 

EDIÇÃO: RAQUEL FLORES