Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/07/16 às 18h52 - Atualizado em 29/10/18 às 17h18

Distrito Federal ganha o primeiro Guia Turístico Científico do País

COMPARTILHAR
Publicação faz parte dos esforços para consolidar a Rede Distrital de Educação e Divulgação Científica (RedeCIÊNCIA) e para divulgar o conhecimento científico-tecnológico

Quem disse que ciência e tecnologia são assuntos específicos de sala de aula ou laboratórios? Basta dar uma volta pela cidade para observar a quantidade de ambientes ricos nesse tipo de informação. Por entender dessa forma, o governo de Brasília criou a Rede Distrital de Educação e Divulgação Científica (RedeCIÊNCIA), que inclui uma série de ações para mostrar que esses temas podem ser mais explorados.

O Decreto nº 37.486/2016, que cria a RedeCIÊNCIA, foi publicado no Diário Oficial do DF, desta segunda-feira (18). Uma das açõs é o Guia Turístico Científico de Brasília. A publicação traz uma lista de locais valiosos para o conhecimento. O Museu de Armas da Polícia Civil do Distrito Federal apresenta a história de diversos armamentos, desde os canhões e baioneta. O Memorial dos Povos Indígenas descreve detalhes da cultura dos índios brasileiros.

O guia reforça ainda que muito pode ser aprendido no Planetário, Agência Espacial Brasileira, Parque Nacional de Brasília, Arquivo Público, Instituto de Meteorologia, Jardim Botânico de Brasília, Museu de Anatomia Humana da Universidade de Brasília, Museu de Drogas da Polícia Civil do Distrito Federal e em outros locais que tenham referências de cunhos científico e turístico. “O guia qualifica um novo tipo de turismo da nossa cidade. Aqui estão nossas instituições e os ambientes que vinculam todas essas áreas”, afirmou o governador Rodrigo Rollemberg, durante o lançamento da obra.

A iniciativa é resultado de uma parceria da Secretaria Adjunta de Ciência, Tecnologia e Inovação com a Secretaria Adjunta de Turismo, que durante meses realizaram o mapeamento. “Essa rede integra os nossos potenciais culturais, que sem dúvida alguma, diante da riqueza que guardam, despertam interesse e fomentam o ensino da ciência e da tecnologia”, avalia o gestor do projeto e assessor especial do governo de Brasília, professor Gilberto Lacerda.

Outra ação, foi o lançamento de um edital do Fundo de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) para financiar projetos de pesquisa nos ambientes da RedeCIÊNCIA. A proposta está voltada para o desenvolvimento de estratégias de melhorias para os serviços oferecidos ao público. O valor é de R$1,5 milhão. Os gestores dos ambientes da RedeCIÊNCIA têm até 29 de agosto para apresentar as propostas.