Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/02/18 às 15h27 - Atualizado em 29/10/18 às 17h17

Donos de restaurantes afetados por queda de viaduto serão ressarcidos

COMPARTILHAR

Objetivo é resolver processo sem passar por batalha judicial, nos mesmos moldes do que foi feito com os proprietários de veículos. Eles podem receber pontos comerciais na Rodoviária do Plano Piloto

 

Assim como foi feito com os proprietários de veículos, o governo de Brasília tenta evitar a burocracia e resolver, na câmara de conciliação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, a situação dos donos de restaurantes afetados pela queda do viaduto na Galeria dos Estados.

Representantes do governo se reuniram com os donos dos estabelecimentos, nesta terça-feira (27), para resolver a situação dos restaurantes afetados pela queda do viaduto na Galeria dos Estados
Foto: Tony Winston/Agência Brasília

pagamento pelos danos materiais deverá ser feito por reconhecimento de dívida, e não por precatórios, o que dará celeridade ao processo. A Churrascaria Floresta e o restaurante Nosso Lar poderão ser realocados para que voltem a funcionar.

“Entendemos que o pagamento, se feito por precatórios e envolver conflito judicial, pode demorar muito”, justificou o chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio. “Estamos trabalhando, por determinação do governador, para ofertar um espaço a eles, provavelmente na Rodoviária do Plano Piloto”, acrescentou.

Esse foi o encaminhamento da reunião de representantes do governo com os donos dos estabelecimentos, nesta terça-feira (27), no Palácio do Buriti. Além de Sampaio, participaram a procuradora-geral do DF, Paola Aires, e o procurador que ficará responsável pelo caso, Ernani Teixeira de Souza.

Os comerciantes aprovaram as propostas do Executivo local. “Acredito ser uma medida inovadora em Brasília. Saio daqui positivamente surpreendida com o desenrolar dos fatos, com o coração mais sereno”, disse Maria de Jesus Miranda, dona da Churrascaria Floresta.

Maria de Jesus estava acompanhada do marido, Joaquim Miranda. O presidente da Associação de Cidadãos da Galeria dos Estados, Gabriel Melo, e Nilo Alfredo Moroni, irmão do proprietário do restaurante Nosso Lar, também compareceram ao encontro.

 

 EDIÇÃO: MARINA MERCANTE