Governo do Distrito Federal
30/04/18 às 16h38 - Atualizado em 29/10/18 às 17h19

Fazenda atualiza IPTU de 452 terrenos em situação fiscal irregular

No processo de atualização da base cadastral da Secretaria de Fazenda, 452 imóveis foram identificados com menos de 10% da área do terreno construída, o que os caracteriza como sem edificação.

 

Segundo o regulamento do IPTU, esse perfil de construção deve pagar a alíquota de 3%. Anteriormente, pagava-se tributo de 0,3% do valor do imóvel.

 

De acordo com o secretário de Fazenda, Wilson de Paula, isso impede que contribuintes cometam fraude fiscal. “Com a medida, quando o proprietário constrói regularmente, ele economiza dez vezes na alíquota.”

De Paula explicou que os imóveis foram descobertos devido a um trabalho de correção de IPTU, com base em georreferenciamento. “Com a tecnologia, diversas frentes de trabalho se abriram para acertarmos o tributo de inúmeros lotes.”

 

A alíquota é cobrada para lotes sem edificação para impedir que haja espaços vazios em áreas urbanas, onde poderiam existir comércios ou residências.

 

Os valores corrigidos constarão dos boletos do IPTU/TLP de 2018, que serão encaminhados aos contribuintes a partir de maio deste ano. O acréscimo é feito pela base de cálculo, e não pelo valor comercial.

 

Os vencimentos começam em 11 de junho. As datas estão no site da secretaria.

 

Reclamações e recursos devem ser encaminhados para o atendimento virtual da secretaria até 10 de junho. Na página, o usuário deve escolher IPTU/TLP no campo Assunto e, em Tipo de atendimento, a opção Impugnação contra Lançamento IPTU/TLP.

 

Ele poderá encaminhar o habite-se anterior a 1997 ou um documento novo para provar que aumentou a área construída. Em último caso, tem direito a solicitar vistoria no imóvel para medição do terreno.

 

EDIÇÃO: VANNILDO MENDES