Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/04/21 às 12h24 - Atualizado em 6/04/21 às 12h27

GDF estipula prazo de quinze dias para abrir mais 92 leitos em hospitais públicos

COMPARTILHAR

 

 

Durante a coletiva, o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, informou que há a previsão de chegada de 10 mil doses de vacinas nesta quarta-feira (7) | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

 

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) vai abrir mais 92 leitos para tratamento da covid-19 nos próximos 15 dias. Desse total, serão 38 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 54 de enfermaria. A novidade foi anunciada pelo chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, na tarde desta segunda-feira (5), em coletiva de imprensa no Palácio do Buriti.

 

“Temos a previsão de entrega desses novos leitos, sem contar os 300 que serão abertos nos três novos hospitais de campanha. Esses já estão na programação, e as obras das unidades estão bem adiantadas”Gustavo Rocha, chefe da Casa Civil

 

As 92 vagas citadas se dividirão entre o Hospital Regional de Santa Maria, Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) e o Hospital Universitário de Brasília (HUB). Além disso, no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), leitos em manutenção agora serão desbloqueados para o tratamento específico da doença.

 

O chefe da Casa Civil destacou ainda que o índice de transmissão da covid-19 na capital tem se mantido estável nos últimos dias. Ele está em 0,91, sendo que o ideal é estar abaixo de 1.

 

Mais 10 mil doses vão chegar

Durante a coletiva, o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, informou que há a previsão de chegada de 10 mil doses de vacinas na próxima quarta-feira (7). No entanto, ainda não são conhecidas as orientações do Ministério da Saúde para a aplicação dos imunizantes — se para primeira dose ou a segunda. Uma nota informativa da pasta vai orientar qual deve ser o procedimento.

 

No momento, está sendo aplicada a segunda dose em públicos prioritários. Além dos agentes das forças de segurança do DF, que começaram a ser vacinados nesta segunda-feira (5), entre eles policiais militares e civis, militares do Corpo de Bombeiros e policiais penais. Cerca de 2.600 vacinas já foram destinadas a esses profissionais nesse primeiro momento.

 

A Secretaria de Saúde informou que segue a orientação do governo federal e que está priorizando agora quem vai receber a segunda dose. “É um processo muito cuidadoso da secretaria para que a gente possa preservar todas as pessoas que estão sendo vacinadas e que a imunização aconteça de maneira correta”, pontuou Okumoto.

 

Percentual de doses em relação à população

Um levantamento feito pela equipe técnica da Secretaria de Saúde aponta que o DF recebeu um percentual de 18,4% de vacinas em relação ao tamanho de sua população. O estudo leva em conta números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) do ano de 2020.

 

“Temos sete estados que já receberam até 26%. Por isso, já solicitamos ao Ministério da Saúde que reveja o quantitativo em relação ao Distrito Federal. Até porque há muitas pessoas de outros estados, de cidades do Entorno, que vieram receber a vacinação aqui”, finalizou o secretário de Saúde.