Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/06/21 às 13h20 - Atualizado em 25/06/21 às 13h21

Marcação de vacina para 48 anos é liberada nesta sexta

COMPARTILHAR

HÉDIO FERREIRA JÚNIOR, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATA LU

 

Será aberto nesta sexta-feira (25), a partir das 15h, o agendamento para vacinação de cidadãos do Distrito Federal com 48 anos de idade. A chegada de novas doses de vacina de prevenção à covid-19 fez com o Governo do DF antecipasse a imunização para essa faixa etária, que se inicia na segunda-feira (28).

 

O avanço na vacinação por idade e as novas regras de agendamento foram anunciados pelos secretários da Casa Civil, Gustavo Rocha, e da Saúde, Osnei Okumoto | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

 

Na mesma data e horário, a Secretaria de Saúde disponibiliza a marcação também para gestantes sem comorbidades e puérperas. Esta semana, o Distrito Federal recebeu do Ministério da Saúde mais 79.030 imunizantes para primeira dose e 32 mil para segunda.

 

A partir de agora, cidadãos que agendarem a vacinação pelos grupos de comorbidades e não comparecerem ao posto em até cinco dias terão a marcação suspensa. Isso possibilitará que aqueles que reservaram a primeira dose, mas não foram imunizados por falta de comprovação médica possam refazê-lo e serem atendidos pela idade.

 

O avanço na vacinação por idade e as novas regras de agendamento foram anunciados pelos secretários da Casa Civil, Gustavo Rocha, e da Saúde, Osnei Okumoto, em entrevista coletiva no Palácio do Buriti na tarde desta quinta-feira (24).

 

Nesta semana, o GDF abriu 2,4 mil vagas para vacinar grávidas e puérperas, que foram preenchidas em menos de 30 minutos. Por isso, mais 6 mil ficam disponíveis nesta sexta (25). Para os cidadãos com 48 anos, serão 30 mil agendamentos disponíveis.

 

“Além disso, vamos disponibilizar mais 900 doses únicas do imunizante à população de rua, já que se trata de um grupo que se movimenta entre as cidades e têm maior dificuldade de se controlar o retorno para receber uma segunda dose”, informou Osnei. Confira o vídeo da coletiva:

 

 

Programação

 

A Secretaria de Saúde tem aguardado a chegada das doses de vacina para só então divulgar o cronograma de imunização. De acordo com Gustavo Rocha, o planejamento interno da pasta vem sendo seguido e só não é antecipado para evitar a criação de expectativas na população sem a garantia de armazenamento dos imunizantes.

 

“Divulgar uma programação sem antes ter recebido as doses cria uma expectativa na população que pode não ser cumprida se a entrega pelo governo federal não for feita no prazo e na quantidade esperados”, explicou.