Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/12/21 às 9h41 - Atualizado em 14/12/21 às 9h39

Mil policiais a mais estão nas ruas para um fim de ano tranquilo

COMPARTILHAR

RAFAEL SECUNHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA I EDIÇÃO: CAROLINA JARDON

 

Com o comércio aquecido para as festas de fim de ano, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) reforçou o patrulhamento em todas as regiões administrativas (RAs). O monitoramento é feito por agentes a pé e também em viaturas. A operação foi batizada Natalina.

A área central de Brasília ganhou um contingente extra de 150 policiais. Em duplas, os PMs percorrem o Setor Comercial Sul (SCS), a Rodoviária e os principais shoppings da cidade. O objetivo é inibir ações de criminosos em áreas de grande circulação e onde a busca pelas compras de fim de ano é corriqueira.

 

Em época de festas de fim de ano, a PMDF reforçou o patrulhamento em todas as regiões administrativas | Fotos: Joel Rodrigues/Agência Brasília

 

A área central de Brasília ganhou um contingente extra de 150 policiais. Em duplas, os PMs percorrem o Setor Comercial Sul (SCS), a Rodoviária e os principais shoppings da cidade. O objetivo é inibir ações de criminosos em áreas de grande circulação e onde a busca pelas compras de fim de ano é corriqueira.

 

No SCS, onde cerca de 100 mil pessoas passam diariamente, o policiamento ganhou 50 policiais a mais. “Essa dupla ‘Cosme e Damião’ passando por aqui traz uma sensação de segurança. De vez em quando, a gente vê furto de celular, ladrão pegando frutas aqui dos vendedores”, conta o gerente de uma loja de roupas, Gustavo Orio, 18 anos. “O policiamento reforçado ajuda a impedir essas ocorrências”.

 

“Cidades como Ceilândia, Taguatinga e Gama também estão no nosso radar”Coronel Jorge Eduardo Naime, coordenador da operação Natalina

 

“O policiamento reforçado ajuda a impedir essas ocorrências” diz o comerciante Gustavo Orio

Dono de uma tabacaria, Carlos Henrique Rodrigues, 36 anos, ressalta que é preciso tranquilidade para o consumidor  poder comprar. “O Setor Comercial Sul é um lugar muito frequentado por turistas, já que fica ao lado do Setor Hoteleiro Sul, e o cliente não quer correr riscos”, aponta o rapaz, que há dois anos tem a loja na quadra 5.

Crimes como furtos e roubos são os mais comuns no comércio de uma forma geral, segundo relata o coronel Jorge Eduardo Naime, que coordena as ações.

“Os criminosos são oportunistas. Com o aumento do uso do comércio, há mais possibilidade de ocorrerem delitos, então intensificamos [as ações] no período de fim de ano”, revela. “Cidades como Ceilândia, Taguatinga e Gama também também estão no nosso radar”.

 

Segundo ele, outras guarnições da PM, como o Batalhão de Choque, a Patamo e a cavalaria, também estão passando pelas áreas mapeadas. A operação Natalina prossegue até o início de janeiro de 2022.