Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/04/21 às 17h07 - Atualizado em 10/04/21 às 17h09

Novas vagas para vacinação contra a covid-19 são abertas aos profissionais

COMPARTILHAR

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: SAULO MORENO

 

Profissionais de saúde de consultórios, clínicas, laboratórios, farmácias, funerárias e do Instituto Médico Legal poderão realizar agendamento para receber a primeira dose (D1) da vacina contra a covid-19. Com a chegada de um novo carregamento de 67,9 mil doses nesta semana, a pasta conseguiu retomar a vacinação do público de 66 anos ou mais, a imunização de 4,5 mil profissionais de saúde e disponibilizar 2.237 doses para membros das forças de segurança pública.

 

A chegada do novo lote de 67,9 mil doses está permitindo a ampliação nos grupos de profissionais a serem imunizados | Foto: Breno Esaki / Agência Saúde DF

 

 

O agendamento estará disponível no site vacina.saude.df.gov.br, a partir das 10 horas desta segunda-feira (12). Já o fluxo de vacinação nos postos obedecerá a divisão estabelecida anteriormente. Profissionais da segurança pública serão vacinados nas UBSs da Região de Saúde Centro-sul a partir de segunda, de acordo com listas previamente confeccionadas pelas, mas sem agendamento.

 

Já os profissionais de saúde devem agendar e procurar a imunização nos pontos drives-thrus do Shopping Iguatemi, do Parque da Cidade, do Taguaparque e da UBS nº5 de Ceilândia. A vacina estará disponível para este grupo entre os dias 13/04 e 15/04 mediante agendamento prévio.

 

Fazem parte do grupo prioritário desta fase os profissionais associados aos conselhos de medicina, enfermagem, técnicos em radiologia, biologia e serviço social. Também estarão contemplados agentes funerários, profissionais do IML, acadêmicos da saúde, trabalhadores de laboratórios e fiscais sanitários.

 

 

No local de vacinação é necessário levar documento de identificação com foto, registro profissional, comprovante de agendamento e o cartão de vacina. Caso não tenha o cartão de vacina, um novo será feito no local.

 

Caso o CPF do profissional não seja reconhecido durante o agendamento, ele deverá procurar o órgão que o representa para atualização cadastral com a Secretaria de Saúde.

 

*Com informações da Secretaria de Saúde