Governo do Distrito Federal
8/04/22 às 16h40 - Atualizado em 8/04/22 às 16h40

Para ato popular deste sábado (9), haverá alterações no trânsito

As forças de segurança do Distrito Federal atuarão de forma integrada neste sábado (9), na Esplanada dos Ministérios, devido ao ato popular previsto para a data. Sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a operação envolve a Polícia Militar (PMDF), que, com apoio do Departamento de Trânsito (Detran), fará intervenções por toda a região.

 

“Pedimos àqueles que não forem participar da manifestação que evitem a região. Apesar de ser sábado, pode haver retenção” – Coronel Adriano Henriques, comandante do Policiamento de Trânsito da PMDF

O Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), por sua vez, atuará com equipes de combate a incêndios e atendimento pré-hospitalar, com pontos de atendimento no local. Os bombeiros também poderão ser acionados por meio do telefone 193. A Polícia Civil do DF (PCDF) reforçará o efetivo da 5ª Delegacia de Polícia, responsável pela área.

 

“Haverá reforço do policiamento em toda a região”, aponta o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo. “A movimentação será monitorada, em tempo real, pelo Ciob [Centro Integrado de Operações de Brasília]. O planejamento prévio e integrado faz parte das atribuições da SSP e é extremamente necessário para a garantia da segurança de todos.”

 

Alterações no trânsito

Vias N2 e S2, que ficam atrás dos ministérios, são alternativas para circular de carro

Os dois sentidos da Esplanada dos Ministérios – vias N1 e S1 – estarão interditados para veículos a partir das 13h de sábado (9), da altura da alça leste da Rodoviária do Plano Piloto até o viaduto entre a N1 e a L4 Sul (próximo ao Quartel dos Bombeiros).

 

A reabertura das vias será feita após o término da manifestação, previsto para as 19h. De acordo com o comandante do Policiamento de Trânsito da PMDF, coronel Adriano Henriques, o objetivo é garantir a segurança de todos os que estarão presentes ao ato e dar fluidez ao trânsito. “Optamos por causar o menor impacto possível à população”, explica. “Pedimos àqueles que não forem participar da manifestação que evitem a região. Apesar de ser sábado, pode haver retenção”.

 

Como alternativa aos bloqueios, os motoristas poderão circular pelas vias S2 e N2, que ficam atrás dos ministérios. Os estacionamentos dos prédios ministeriais situados próximo a essas vias poderão ser utilizados, bem como as vagas dos setores de autarquias Norte e Sul. “Solicitamos a todos que estacionem somente em locais permitidos”, alerta Adriano.

 

Veja os pontos onde haverá intervenção garantir a segurança de todos | Arte: Divulgação/SSP

 

Objetos proibidos

Policiais militares estarão em toda a área central para garantir a ordem pública e a segurança dos frequentadores. Haverá revista nas proximidades da Catedral e do Museu da República, com uma linha de contenção na Alameda José Sarney. “Há previsão de gradis, o que proíbe o acesso ao Congresso Nacional e Praça dos Três Poderes”, aponta o chefe de Planejamento do Departamento de Operações (DOP) da PMDF, tenente-coronel Hudson Onofre. “Todo o público que entrar na região da Esplanada dos Ministérios passará pelas linhas de revista.”

 

Não será permitido portar objetos perfurantes ou cortantes, como vidros, nem fogos de artifício, hastes para bandeiras e qualquer outro material que possa causar ferimentos. Outra restrição é quanto ao uso de drones sem autorização no espaço aéreo da Esplanada.

 

Cuidados necessários

O CBMDF recomenda, em caso de sol forte e temperaturas elevadas, o uso de roupas leves, protetor solar, bonés ou chapéus. Também é aconselhável ingerir bastante água.

 

Imprensa

Os carros de links para imprensa poderão ficar estacionados junto ao Comando Móvel da PMDF, que estará ao lado do Congresso Nacional.

 

Itens proibidos

– Fogos de artifício e similares;
– Armas em geral;
– Apontador a laser ou similares;
– Artefatos explosivos;
– Sprays e aerossóis;
– Mastros confeccionados com qualquer tipo de material;
– Fogões e similares que utilizem gás e/ou eletricidade;
– Garrafas de vidro e latas;
– Armas de brinquedo, réplicas, simulacros e quaisquer itens com aparência de arma de fogo;
– Drogas ilícitas, conforme a legislação brasileira;
– Substâncias inflamáveis de qualquer tamanho ou tipo;
– Armas brancas ou qualquer objeto que possa causar ferimentos, mesmo que sejam utensílios de trabalho ou culturais, como tesouras, martelos, flechas, tacos, tacape, brocas.

 

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública

 

Agência Brasília* | Edição: Chico Neto