Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/08/17 às 14h55 - Atualizado em 29/10/18 às 17h19

Planetário de Brasília lança novo filme em sua programação

COMPARTILHAR

Pré-estreia do filme “Da Terra ao Universo” será exclusiva para a imprensa nesta segunda-feira

Os custos para a aquisição de documentários científicos, como o que será estreado na cúpula do Planetário de Brasília, são caros, cerca de 40 a 80 mil reais. Mas vai sair de graça por conta de uma parceria firmada entre a secretaria Adjunta de Ciência, Tecnologia e Inovação e o Observatório Europeu do Sul – ESO. O filme “Da Terra para o Universo”, que terá uma sessão de pré-estreia exclusiva para a imprensa, fará parte da grade de programação do Planetário.

O evento, exclusivo para a imprensa, está marcado para esta segunda-feira (07), às 10 horas, no Planetário de Brasília, próximo ao Centro de Convenções Ulysses Guimarães no Eixo Monumental. A estreia do filme “Da Terra para o Universo” aos visitantes será na quarta-feira, a partir das 19h. As sessões serão sempre às quartas e sextas-feiras, às 19h, e nos finais de semana e feriado às 17h30 e serão comentadas.

“Da Terra para o Universo” é uma impressionante viagem através do espaço e do tempo, revelada pela ciência e será projetada em uma gigante tela de 360°. O filme leva os espectadores num passeio pelas estrelas, Via Láctea e além dela. Explica ainda a trajetória dos estudos astronômicos, os planetas do sistema solar, a invenção dos telescópios e mostra ainda imagens reais de nebulosas.

Para o secretário-adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação, Tiago Coelho, o lançamento de um novo filme ao acervo cinematográfico do Planetário, depois de mais de 4 anos sem estreia, é um grande presente à população de Brasília, que pode conhecer gratuitamente mais informações sobre o universo, numa sala de projeção de última geração. “Os filmes são verdadeiras aulas científicas sobre o Universo, contadas de maneira original, com cenas e informações verdadeiras e de forma autêntica. Além disso, o visitante poderá ainda conferir a exposição “Universo Surpreendente”, com fotos belíssimas do céu visto do deserto do Atacama, no Chile”, disse.

Exposição “Universo Surpreendente” – De janeiro a maio de 2017 mais de 47 mil pessoas visitaram a exposição “Universo Surpreendente”, onde se pode ver imagens do céu no deserto do Atacama, no Chile, local onde se situa o Observatório Europeu do Sul – ESO. Por ser um local de condições climáticas favoráveis para o estudo astronômico, foi erguido neste local o Alma, que é o maior e mais potente conjunto de telescópios já construído. Ao todo são 66 equipamentos espalhados no alto do Platô de Chajnantor, a mais de cinco mil metros acima do nível do mar.

ESO (European Southern Observatory) – O Observatório Europeu do Sul é uma organização intergovernamental de pesquisa em astronomia, composta e financiada por quinze países.