Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
5/02/24 às 11h26 - Atualizado em 5/02/24 às 11h26

Segurança pública divulga ações para o pré-Carnaval no DF

As ações de segurança pública para o pré-Carnaval no Distrito Federal deste ano foram definidas e encaminhadas aos órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF) nesta semana. O Protocolo de Operações Integradas (POI) da Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF), para o período que antecede a semana do Carnaval, define as atribuições e responsabilidades das entidades e instituições do governo para preservar a ordem pública, a mobilidade urbana e a prestação de serviços públicos, durante os eventos cadastrados na pasta, previstos entre 3 e 9 de fevereiro.

 

Entre os eventos cadastrados, marcam presença os blocos Galo Cego, no Setor Bancário Sul (SBS), e Suvaco da Asa, na área externa da Funarte e da Torre de TV, previstos para o sábado (3); o bloco Cafuçu do Cerrado, no estacionamento da Funarte, que deve ser realizado no domingo (4); e o evento Carnaval do Mané, cadastrado para 3 e 9 de fevereiro, no Arena BRB Mané Garrincha. Ao todo, foram cadastrados 16 eventos carnavalescos para o período. Os organizadores devem providenciar o licenciamento nas administrações regionais e observar o horário de encerramento previsto, entre outras recomendações, visando a segurança dos foliões.

 

“Em conformidade com nossa política de integralidade, o planejamento do Carnaval está sendo feito em conjunto com diversos setores do governo e da sociedade, incluindo os responsáveis pelos eventos e blocos, visando estabelecer a melhor estratégia de atuação. Os festejos serão monitorados por meio do Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), com o apoio de câmeras e drones, congregando órgãos, instituições e agências governamentais voltadas à segurança, mobilidade, saúde, prestação de serviços públicos e fiscalização. Nosso objetivo é garantir que a população possa desfrutar dessa importante manifestação popular brasileira e do Distrito Federal com segurança e tranquilidade”, destaca o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar.

 

Itens proibidos e reforço no atendimento

 

Não serão permitidos aos participantes instrumentos capazes de produzir lesões corporais e danos ao patrimônio, tais como facas, canivetes, objetos pontiagudos, mastros, paus, isqueiros, desodorante aerossol, líquidos inflamáveis, entre outros, mesmo que para uso doméstico. Será vedada, inclusive, a comercialização de bebidas em garrafas de vidro e de alimentos acondicionados em espetos. A Polícia Militar (PMDF) deverá alocar pontos de revista pessoal, de forma a impedir que tais objetos sejam utilizados.

Os foliões da capital contarão com a presença de policiais e bombeiros militares, para acionamento imediato, em caso de perigo. Agentes do atendimento móvel (Samu), da fiscalização da DF Legal e da Vigilância Sanitária, entre outros, também estarão presentes, com o apoio da iniciativa privada, que deverá disponibilizar brigadistas e agentes de segurança para o controle de acesso do público, com uso de detectores de metal, nos eventos com cercamento, evitando a entrada de pessoas além do estimado.

 

Para reforçar a segurança, ficou previsto o reforço do policiamento na Estação Rodoviária de Brasília (ERB), nas estações do Metrô da Galeria dos Estados, Central e Rodoviária do Plano Piloto de forma a garantir a segurança e o fluxo dos usuários dos serviços públicos de transporte. A orientação é que os foliões se conscientizem a não conduzir veículos após uso de bebidas alcoólicas, conforme previsto em lei, priorizando o transporte público e evitando o transporte irregular ou “pirata”. A fiscalização de trânsito será feita pelo Departamento de Trânsito (Detran-DF) e pelo Comando de Policiamento de Trânsito da PMDF.

Como forma de preservação da segurança dos participantes, poderão ser realizadas interdições parciais ou totais de vias públicas abrangidas no itinerário dos blocos carnavalescos. Será providenciado cercamento e isolamento do viaduto da S1 que passa em cima da avenida W3, bem como do viaduto que passa em cima da S2, próximo ao prédio do Conic. A divulgação do esquema de trânsito deverá ser realizada pelos órgãos de policiamento ostensivo de trânsito, que irão realizar a sinalização, fiscalização, isolamento e controle do trânsito, de forma coordenada e integrada, executando ações necessárias para assegurar a fluidez e segurança do trânsito.

 

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF)