Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/06/17 às 14h30 - Atualizado em 29/10/18 às 17h19

Servidor que tenha cônjuge ou dependente com deficiência ganha horário especial

COMPARTILHAR

Proposta do governo de Brasília, aprovada nesta quarta (28) pela Câmara Legislativa, amplia benefício que reduz em até 20% a jornada de trabalho sem necessidade de compensação das horas

O horário especial de jornada de trabalho com redução de até 20% será estendido a servidores públicos do DF que tenham cônjuge ou dependente com deficiência. A medida, proposta pelo governo de Brasília no Projeto de Lei Complementar nº 105, de 2017, foi aprovada, nos dois turnos, pela Câmara Legislativa nesta quarta-feira (28), por 16 votos.

Pelas regras atuais, os que se enquadram no quesito têm o benefício de horário especial, mas com a condição de compensar horas e cumprir totalmente o regime semanal de trabalho.

Com a mudança, valerá a redução sem a exigência, como já é válido para servidores com deficiência. A necessidade da condição especial terá de ser atestada por junta médica oficial.

    Quando sancionada, a lei valerá para servidores da administração direta, das autarquias e das fundações

Por meio de emenda, os distritais incluíram no texto a doença falciforme como motivo para o horário especial com redução de 20% da jornada.

O projeto segue para análise do governador Rodrigo Rollemberg. Quando sancionado, valerá para servidores da administração direta, das autarquias e das fundações distritais. A proposta foi sugerida ao Executivo local pela Ordem dos Advogados do Brasil/DF.

Na sessão, a penúltima prevista antes do recesso parlamentar, também foram aprovados os Projetos de Lei 1.622 e 1.626, ambos de 2017, de autoria do Executivo.
Governo autorizado a alienar ações minoritárias de sociedades

Com o primeiro, o governo fica autorizado a alienar ações minoritárias de sociedades empresariais não controladas pelo DF. Estima-se que o montante some cerca de R$ 20 milhões.

O segundo moderniza e amplia os canais de comunicação da Secretaria de Fazenda com o público externo, segundo a pasta, ao instituir o Domicílio Fiscal Eletrônico, o DF-e.

Por meio da ferramenta, será possível, por exemplo, encaminhar notificações e intimações e expedir avisos em geral. O cronograma para credenciamento e adesão ao DF-e será divulgado pela secretaria posteriormente.
Lote no Biotic — Parque Tecnológico é doado a fundação

Os distritais também deram aval — por 18 votos — para a doação de um terreno, de 6.400 metros quadrados, do próprio governo para a Fundação de Apoio à Pesquisa do DF, que compõe a estrutura da administração pública.

O lote em questão faz parte do Biotic — Parque Tecnológico e sediará o Edifício de Governança, que está em construção. A transferência, de acordo com o Projeto de Lei nº 1.604, de 2017, não terá impacto financeiro nem aumento de despesa, mas desburocratizará a gestão.

A entrega do Edifício de Governança está prevista para este ano. Ele vai abrigar a administração do parque e a nova sede da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF). O objetivo com o parque é concentrar cerca de 1,2 mil empresas dos ramos da tecnologia da informação e comunicação e da biotecnologia, com potencial para criar mais de 25 mil empregos diretos.