Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
22/04/24 às 10h44 - Atualizado em 22/04/24 às 10h44

Servidores da Educação destacam contribuições e vínculo afetivo com Brasília

No 64º aniversário de Brasília, comemorado neste domingo (21), um grupo especial de servidores da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF) se destaca com histórias de dedicação e vínculo com a capital. Esses educadores testemunharam o crescimento e a evolução da cidade e desempenham um papel fundamental na formação das gerações que cresceram na capital do país. A história de cada um é feita de experiências, memórias e amor pela educação.

 

O servidor da SEEDF Carlos Humberto de Almeida, 70 anos, desembarcou em Brasília aos 18 anos. Para ele, o aniversário da cidade é mais do que uma data comemorativa, é um momento de reflexão sobre a própria trajetória pessoal e profissional. “Cheguei em Brasília em 1972 com o sonho de me tornar servidor público. Formei em administração e em 1974 estava na Fundação Educacional, onde atuei por anos como normalista”, conta Carlos.

O servidor está atualmente lotado na Subsecretaria de Administração Geral (Suag) da SEEDF e conta sobre as realizações pessoais que conquistou vivendo no Distrito Federal. “Minha maior alegria foi trazer minha conterrânea para Brasília. Hoje temos três lindas filhas. Sou grato à cidade pelas oportunidades que me proporcionou e continua a oferecer para tantos outros sonhadores, que, assim como eu, enxergam na capital um futuro promissor”, declara.

 

A secretária de Educação do DF, Hélvia Paranaguá, destaca o papel crucial que os servidores da Educação têm na construção e no desenvolvimento da capital federal. “Brasília, com sua diversidade cultural e sua rica história, oferece um ambiente único para o aprendizado desde os primeiros passos das crianças nas creches até a formação profissional dos jovens e adultos”, destaca a gestora.

“Que possamos continuar a construir um futuro brilhante, alimentado pelo poder transformador da educação. E juntos continuaremos a escrever os próximos capítulos dessa linda história, onde a educação continuará a ser o alicerce de nosso progresso e sucesso”, deseja Hélvia.

Outra servidora que encontrou na capital não apenas um lugar para morar, mas um verdadeiro lar, é Leusi Rosa Braúna, 65 anos. Para ela, Brasília é mais do que apenas uma cidade, é um lugar aconchegante que oferece uma sensação de liberdade e destaca a beleza das avenidas largas e bem arborizadas, que proporcionam uma atmosfera acolhedora e convidativa.

Lotada na Coordenação Regional de Ensino do Plano Piloto, ela elogia a cidade que escolheu para morar. “Brasília é uma cidade aconchegante, arborizada, onde podemos desfrutar a sensação de liberdade com esse céu aberto único. Lógico que como toda cidade grande tem seus problemas, mas no geral é muito gostoso morar aqui, sou apaixonada”, declara Leusi.

 

*Com informações da SEEDF